Interesses prematuros


As crianças vivem uma época muito especial de suas vidas, a infância, mas nos tempos de hoje elas parecem ser convidadas a deixar esse período tão importante o tempo todo. Com agendas cheias como as de muitos adultos por aí, tempo apertado para tantos afazeres e exigência de respostas, portam-se como mini adultos em muitas oportunidades.
Podemos ver essa situação com mais frequência entre as meninas do que meninos. A vaidade, o batom, o salto alto… As meninas parecem ser convidadas o tempo todo para saírem da infância, passarem rapidamente para a mocidade. Equilibrar esse crescimento com os elementos que surgem a cada momento do desenvolvimento é um grande desafio. Dizer não para o que está fora de hora também.
Uma das formas que gosto muito de introduzir e manter esse mundo dentro do universo infantil é através da brincadeira. O lúdico permite que a criança experimente, brinque de faz de conta e é com essa perspectiva que é possível viver no faz de conta, se divertir e se manter criança. A brincadeira permite que a criança se mantenha criança.
Com carinho
Dani

Publicado em Conversa com Criança | Deixe um comentário

Brinquedos de Menino e Menina


shutterstock_324164201 (1)O brincar sempre vale a pena, transforma, convida ao encontro, permite que a criança conheça mais a respeito de si mesmo e também a respeito do outro. Auxilia no processo de aprendizado do convívio, do viver com e permite que a criança elabore muitas de suas experiências cotidianas através do brincar. Por isso, convide para brincar, aceite brincar, entre nas brincadeiras de coração aberto e viva a experiência do encontro, dos olhos nos olhos.

Tenho recebido muitas dúvidas a respeito dos brinquedos associados aos meninos e às meninas e como devemos fazer quando um menino se encanta pelas bonecas ou uma menina se encanta pelos carrinhos ou pelo futebol. A primeira coisa que vale a pena ressaltar é o contexto em que as crianças estão sendo criadas.

Hoje, homens e mulheres funcionam como um grande time na elaboração da família. Pais presentes, mães presentes, pais e mães trabalhando fora, todos fazendo de tudo e a criança como grande observadora e aprendiz desse lindo exemplo. Assim, ele parte para a brincadeira, para seu querido faz de conta, aplicando a nova realidade que encontra. Brincar de boneca, jogar bola não pertence mais a um gênero ou outro: brincar pertence às crianças.

Nosso maior cuidado é não julgar, não associar nenhuma brincadeira ao gênero, pois, dessa forma, limitamos o brincar. Podemos olhar para esse momento com todo cuidado amoroso que merece, com olhar de aprendiz, daquele que caminha, que aprende junto. Vivendo o brincar como experiência e como algo que nos conta de nossas relações. Dessa forma,  teremos a leveza do brincar e a certeza do aprender sempre em nossas brincadeiras com nossas crianças. E as crianças seguirão livres para serem crianças que brincam.

Com carinho

Dani

Publicado em Conversa com Criança | Deixe um comentário

Terrible 2


shutterstock_287022743Essa fase, chamada de “Terrible Two”, ou os terríveis dois anos, costuma gerar um grande desafio entre pais e filhos, principalmente pela postura questionadora, muitas vezes birrenta dos pequenos. Esse vídeo conta o quanto o desenvolvimento está se dando de maneira natural e muito saudável. Acreditem!

Essa criança que nasceu bebe, ainda inconsciente, de seu próprio espaço, seu próprio corpo fisico e emocional, está a cada dia conquistando sua autonomia. No auge de seu egocentrismo, por volta de seus dois anos, com seus desejos e aprendendo o outro, questiona, exige, quer tudo agora, depois não quer mais, chora de novo e assim por diante. Esse momento nos mostra o quão saudável e natural está se dando o desenvolvimento das crianças.

Nosso grande propósito deve ser atuarmos como leme do barco, levarmos as crianças a perceberem cada vez mais a presença do outro (nós somos os primeiros “outros”, lembram?) para nesse processo da descoberta de si mesmo, descobrirem também a conquista, a frustração, a consideração, as regras e todo o desenvolvimento rumo a autonomia plena. Vale a pena olhar para esse momento, agradecer e seguir educando sempre!

Publicado em Conversa com Criança | Deixe um comentário

O que não fazer a respeito da masturbação infantil


Esse vídeo vem falar mais um pouco desse processo de autodescoberta – o nome dado é “masturbação”, mas poderíamos chamá-lo assim. A criança vive esse apropriar do seu corpo desde o dia em que nasce e isso é extremamente saudável. Ela vive relações de prazer em muitos momentos: quando se alimenta, depois que se alimenta, numa brincadeira onde está plena e realizada, quando está alegre, depois de dançar ou correr e assim por diante.

A palavra “masturbação” assusta, pois colamos imediatamente essa palavra ao mundo adulto e à masturbação adulta, que possui intenção, objetivo e prazer voltado à realização do prazer sexual. A criança vive essa descoberta de outro ponto de vista, completamente diferente: o ponto de vista de criança. Leve, sem intenções, com muito menos objetivo sexual. A autodescoberta passa a fazer parte da sua vida, assim como deixa de fazer parte, pois não é algo consciente e intencional como no mundo adulto. É exatamente o olhar adulto que promove tanta confusão e desconforto para as crianças.

Volto a dizer: elas precisam sempre de nossa orientação. Somos a margem do rio que faz crescer, mas precisamos reconhecer o fluxo vivo da água seguindo, crescendo, da criança se percebendo e se conhecendo. De modo algum incentivar, tocar a criança ou estimular a autodescoberta – isso é crime – mas sim ajudar a criança que está vivendo esse processo natural a compreendê-lo e vivê-lo de forma saudável. Estamos aprendendo juntos e isso é precioso demais, o que pede, muitas vezes, que toquemos nossos corações e olhemos o mundo sem toda a carga adulta.

O abuso e a pedofilia pedem cuidados e, nessa autodescoberta saudável, podemos, inclusive, ensinar às crianças o quanto o corpo é sagrado, só dela e ninguém mais tem o direito de tocá-lo, mas penso que somente na relação saudável familiar e com o próprio corpo esse respeito tão fundamental será realidade.

Com carinho

Dani

Publicado em Conversa com Criança | Deixe um comentário

Masturbação Infantil


shutterstock_22129804A masturbação sempre foi um assunto tabu para muitas gerações, para muitas famílias, mas faz parte do desenvolvimento natural das crianças em seu processo de auto-descoberta. Movimento esperado na idade pré-escolar, porém, nós, os adultos, ainda nos assustamos quando nos deparamos com ele. Talvez por nossa infância repleta de tabus, ficamos ainda sem saber o que fazer.

Compreender a masturbação como parte do desenvolvimento e, obviamente, orientar as crianças e chegar a um equilíbrio saudável é o melhor caminho para que a família possa seguir crescendo junta e feliz. Esse momento pede intimidade e privacidade, pois trata-se de uma relação íntima com o próprio corpo. É papel dos pais, é nosso papel ajudar as crianças a descobrirem seu corpo de forma saudável e protegida. Por isso, assista ao vídeo e espere o da próxima semana, que também tem mais sobre esse assunto para você. Espero que goste e que tranquilize seu coração!

Com carinho

Dani

Publicado em Conversa com Criança | Deixe um comentário