Diagnóstico

Escrito em 27/10/2021
Daniella Faria


Oi gente, tudo bem?

O diagnóstico muitas vezes nos traz uma tranquilidade muito grande frente a uma situação desafiadora. É verdade! Um diagnóstico nos acalma no sentido de compreendermos o que está acontecendo e verificarmos um caminho a ser percorrido.

Porém, dependendo de como acontece este entendimento podemos prejudicar a caminhada. Explico! O diagnostico pode ser encarado como justificativa ou mesmo como definição e quando isso acontece passamos a olhar o diagnostico antes da pessoa em questão, seja ela criança ou mesmo adulto.

Quando compreendemos o quanto somos todos falhos e repletos de desafios podemos olhar para os diagnósticos como informação. Algo que nos informa sobre onde estão os desafios, onde há a necessidade de mais ajuda, onde há mais necessidade de compreensão, treino e aprendizado. Passa, portanto, a ser um convite ao desenvolvimento, ao aprender e dessa forma, serve ao movimento da vida. Quando compreendido como uma condição pode justificar o não movimento da vida, pode nos acionar como pais no sentido amplo da proteção e ao invés de desenvolvimento, veremos estagnação e justificação. Chegou um diagnóstico por aí? Como ele tem sido encarado como condição ou como informação? Como ponto de partida ou como um lugar para ficar? A tranquilidade de sabermos o que está acontecendo não nos retira da vida em movimento nem dos aprendizes que somos todos nós.

Vamos juntos?

Com amor, Dani

Deseja marcar uma consulta particular, acesse aqui.

Participe do curso Educação Infantil Online, acesse aqui.