Autossuficiência

Escrito em 07/09/2021
Daniella Faria


Oi amores, tudo bem?

Eu preciso de muita ajuda e você? Eu sou vulnerável e você? A cada dia mais me dou conta do quanto sou responsável por fazer o melhor possível e do quanto não tenho o controle das circunstâncias e você?

Esse lugar num primeiro momento, pode ser muito assustador, mas há tanto encontro e amor nele. Neste espaço a relação conosco, com Deus e com o próximo se transforma profundamente. 

No convite a performance perfeita, ao perfeccionismo ou com o nosso valor colocado nos resultados, acabamos escravos da performance perfeita e nos enxergamos autossuficientes.

Batalhamos tanto pela autossuficiência, mas nesse lugar podemos acabar sozinhos e orgulhosos. Muitas vezes apesar de falharmos estamos sempre protegendo nossas imagens e fazemos isso porque pensamos que o amor do próximo virá por conta desta performance. O fato é que fazemos o melhor possível, porém falhamos, somos falhos e estamos aprendendo. O outro, também.  Quando constatamos esse fato algo muito precioso acontece, olhamos as falhas alheias e as nossas próprias com compaixão porque conhecemos esse lugar. Passamos a colocar o valor na entrega do melhor possível e consideramos acertos e erros como informações que podemos recolher e aprender para a próxima oportunidade. Além, é claro de vivermos o perdão, a reconciliação e restauração de nossas atitudes e relações quando falhamos.

No ato de amar o próximo através do acolhimento e da compaixão viveremos o Amor que nenhuma performance seria capaz de conquistar.  O amor da Graça, o Amor que nos amou primeiro!

Com amor, Dani

Deseja marcar uma consulta particular, acesse aqui.

Participe do curso Educação Infantil Online, acesse aqui.