Eu amo ser mãe/pai, mas...

Escrito em 31/08/2021
Daniella Faria


Oi gente, tudo bem?

Você costuma olhar para a maternidade ou paternidade assim?

A vida quando nos tornamos pai e mãe é mesmo completamente transformada. Ganhamos novo sentido, propósito, o entendimento do amar também se transforma. Somos chamados a acompanhar o crescimento de nossos filhos e prepará-los para o voo da vida.

Essa é uma trajetória de amor e também de desafios e talvez, o maior deles seja experimentarmos a vulnerabilidade que somos nesse processo. Não temos o controle, não temos o poder de garantir, apesar de tentarmos bastante. Na garantia, muitas vezes conseguimos o bem-estar imediato, porém, será que fazendo por eles estamos preparando-os para a vida? Quando nos damos conta do quanto estamos todos aprendendo e de que a maternidade não é sobre programação e sim, sobre caminharmos juntos, podemos nos acalmar.

Voltamos ao um dia de cada vez e a aproveitar toda a oportunidade de lapidação que acontece. Elas acontecem a todo momento, conosco e com eles. Com essa humildade, com a certeza de que esse processo não caminhamos sós, poderemos caminhar com mais leveza, a leveza de que somos todos aprendizes pelo caminho. Não tornará o caminho mais fácil, mas teremos nosso caminhar preenchido do Amor.

Na minha experiência como mãe constatar que também sou filha do Pai e do Amor que recebo sem merecer, me preenche de compaixão nessa vida de mãe que estou aprendendo a ser todos os dias. Neste lugar a maternidade não é mais sobre mim, é sobre a linda oportunidade de nos afiarmos, aprendermos e caminharmos juntos.

Vamos?

Com amor, Dani

Deseja marcar uma consulta particular, acesse aqui.

Participe do curso Educação Infantil Online, acesse aqui.